Mothlite




Daniel O’ Sullivan é um dos génios na música experimental e de vanguarda do novo século. Não há como negar a oposição do multi-instrumentalista de apenas 28 anos, que desde o fim do século XX segue anti-rotulando as criações que chocam do noise extremo de Boredoms ao art-rock profissional, da música ambiente, concrète ao RIO, do berço jazz ao zeuhl convencional de Magma ou ao prog krautrock de This Heat, sobretudo, depois de Carmaux em 2007.

Para lá de Guapo – e como qualquer grande mente que se preze – Mothlite já é o terceiro e mais recente projecto lateral de O’ Sullivan, depois de AEthenor (estreado em 06 e com segundo de longa-duração este ano) e, especialmente, um dos grupos pertencentes ao pós-modernismo que mais me agarram, Miasma & The Caroussel of Headless Horses (originalmente criado em 05). Algures entre música de câmara, exotismo de Secret Chiefs 3 ou o ADN original de Zorn, antiqúe prog, barroco [dançante?] de Dead Can Dance, zeuhl dilatado, groove instrumental, influência no RIO, noise experimental, policromia, assimetria de Guapo e erudição, sempre.

Mothlite é ambiental, o art-rock não se diversifica pelo erudito, o neo-clássico centra-se (por exemplo) na penumbra de Hans-Joacim Roedelius a solo e as imensas colaborações…, o co-fundador da comunidade alemã vanguardista de 60 dedicada ao free-jazz, rock psicadélico, improvisação, krautrock [de quem Hans Joacim foi também co-fundador de duas bandas alemãs: Cluster e Harmonia], Zodiak Free Arts Lab, de quem os Tangerine Dream portam a melhor bandeira, ainda hoje. Negro experimental, toca no post-rock livre quando deve, progride no pschy post-punk dissimulado por algum resquício de Univers Zero e jazz de 70. A conferir. [l-chaisethnicraft]


[myspace] | [last.fm]





[2008] The Flax of Reverie

01 - Riverside
02 - The One in Water
03 - The Untouched Dew
04 - Neverbegoodwood
05 - Cauldron
06 - Hypnogogue


[english review]

[purchase]


[download]

2 comentários:

Guilherme Montana disse...

Parabéns pelo ETS!

O blog já tem perfil no Twitter? É melhor que feeds.

Abraço

sexy disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.