Kammerflimmer Kollektief




Kammerflimmer Kollektief, nome trava-língua e aparentemente estranho aos nossos olhos acostumados a palavras latinas e uma menor presença de consoantes, teve seu nascimento na cidade de Karlsruhe, Alemanha, no ano de 1997. Assim que começaram a lançar material, chamaram logo a atenção da mídia local e ganharam descrições bem interessantes do naipe de: "A simulation of jazz with pop appeal (melodies!). “Instrumental drones & central European freakouts on violins and reeds. A kind of European down home NoWave” was what Matt ffytche in The Wire called it." Tendo já sete álbuns na bagagem e bons anos de estrada, chegam ao seu oitavo trabalho intitulado Wilding.

A música dos KK (não é uma risada e nem uma apologia a finada klu-klux-klan, fiquem calmos) é enigmática e noturna, orgânica e silente, ainda que pareça estar encoberta por uma espécie de névoa perfumada com neuroses. Suas top tags são Experimental e Jazz, mas não tenho medo de dizer que o Dark Ambient é o elemento mais presente, ao menos neste álbum. Ainda assim, é possível notar alguns ecos de Post-Rock soando desoladamente aqui e acolá, conferindo texturas sonoras ainda mais ricas no curso de suas 12 faixas.

Se isso não é uma descrição interessante, não sei mais o que pode ser. Kilimanjaro Darkjazz Ensemble é um bom análogo ao trabalho dos cidadãos germânicos, assim como penso que fãs de Bohren & Der Club Of Gore e até mesmo Ulver viriam a apreciá-los. Mas, tenham em mente, estes nomes são apenas referências, nada além disso. Não lembro de ter ouvido nada semelhante nesses 23 anos de vida e, se eles me surpreenderam na primeira audição a ponto de fazer-me escrever essa resenha na quarta audição, apenas, novamente, não sei mais que melhor indicativo poderia ter. Music for headphones and darkness. Enjoy it!


[last.fm] | [myspace] | [official website]





[2010] Wilding

01 - Move Right In
02 - Silver Chords
03 - Aum A Go-Go
04 - In Transition (Version)
05 - Spookin' The Horse
06 - Blind
07 - Rotwelsch
08 - Time Is The Fire In Which We Burn
09 - Cry Tuff
10 - We Paint The Town Beige
11 - There's A Crack In Everything
12 - Milte Hi Ankhen (aka Bird In Hand)


[review in english]


[purchase]


[download]

Um comentário:

Gustavo disse...

gostei bastante! vcs tem outros discos deles pra postar?