Nosound




Estava "passeando" pelas terras do last.fm calmamente até que me deparei com um tal de Nosound. Logo de cara, o nome me chamou a atenção, bem como o título de seus trabalhos (Lightdark, por exemplo), formando paradoxos interessantes.

Depois, comecei a ouvir algumas faixas disponíveis no próprio last.fm para streaming, e me surpreendi ainda mais. O não-som se dedica a fazer um som (trocadilho irresistível, foi mal) calcado no Rock psicodélico e progressivo do final dos 60/começo dos 70 e influências marcantes, também, de Post-Rock à la Sigur Rós e música ambiente tipo Brian Eno.

Até aí, nada de tão excepcional, já que atualmente vem surgindo várias bandas que se dedicam a essas quimeras (Porcupine Tree a frente delas), mas o que impressiona é a maestria e naturalidade que eles regem essas influências e constroem suas músicas, pintando e tecelando paisagens sonoras num tom onírico e nostálgico, muitas vezes caindo para uma melancolia "saudável" típica de um final de tarde frio e nublado em que você assiste o crepúsculo e o cair da noite passar junto com as águas de sua consciência e o fluxo de seus pensamentos, construindo uma atmosfera serena e muito aprazível de se ouvir em qualquer momento, especialmente aqueles mais reflexivos e solitários.

Se você gosta do Porcupine Tree na fase The Sky Moves Sideways/Signify, Pineapple Thief, Lunatic Soul e Sigur Rós na fase Agætys Byrjun, Lightdark então é um álbum recomendadíssimo. Enjoy it. ;)


//Aproveito a deixa do tópico antigo para colocar aqui o novo trabalho da banda, batizado de A Sense Of Loss. Eu só escutei-o duas vezes até o momento, mas é notável que a banda segue o mesmo direcionamento do Lightdark, ou seja, um Prog Rock downtempo, sereno e atmosférico, pintado com tons surrealistas de nostalgia e melancolia etérea.
Fico espantado de ver que uma banda dessas desfruta de tão pouco conhecimento e reconhecimento do público, pelo menos até o momento. Por isso, divulgo aqui o novo trabalho, na esperança de reverter esse panorama. Espero que apreciem-o. ;)


[last.fm] | [myspace] | [official website]





[2010] A Sense Of Loss

01 - Some Warth Into This Chill
02 - Fading Silently
03 - Tender Claim
04 - My Apology
05 - Constant Contrast
06 - Winter will Come


[review in english]


[purchase]



[download]








[2008] Lightdark


01 - About Butterflies And Children
02 - Places Remained
03 - The Misplay
04 - From Silence And Noise
05 - Someone Starts To Fade Away
06 - Kites
07 - Lightdark


[english review]


[purchase]


[download]

Um comentário:

Peçanha disse...

"...mas o que impressiona é a maestria e naturalidade que eles regem essas influências e constroem suas músicas, pintando e tecelando paisagens sonoras num tom onírico e nostálgico, muitas vezes caindo para uma melancolia "saudável" típica de um final de tarde frio e nublado em que você assiste o crepúsculo e o cair da noite passar junto com as águas de sua consciência e o fluxo de seus pensamentos, construindo uma atmosfera serena e muito aprazível de se ouvir em qualquer momento, especialmente aqueles mais reflexivos e solitários..."

Oi Carlos!
Achei a descrição muito pertinente (e poética! rs), pois foi exatamente o que senti - esta melancolia saudável - quando ouvi o álbum Sol29, o primeiro da banda, e agora o Lightdark, que encontrei no teu blog.
Obrigado por compartilhar e comentar esta boa obra.

Abraço

PEÇANHA, A.A.