Diablo Swing Orchestra




Diablo Swing Orchestra, muitas vezes chamado apenas de DSO, por simplicidade, veio a vida no ano de 2003, proveniente das geladas terras suecas. Isso na nossa concepção, pois segundo a banda, suas origens remontam aos idos do século XVI, onde os ancestrais dos integrantes da banda tocavam numa orquestra de modo a desafiar o poder clérico da época, e assim tocavam às escondidas em sua localidade, sendo ajudadas pelos camponeses locais, oprimidos pelo mesmo poder. Depois de vários anos tocando ao vivo em conjunto com esses camponeses, eles receberam um subsídio da igreja tão alto que começaram a pensar que ela, em breve, os matariam, e assim fizeram uma última apresentação da forma mais espetacular possível até que, então, foram mortos por ela.

História verídica ou não, até hoje ninguém afirmou (e nem negou) nada sobre ela. Mas já dá para se ter uma idéia do que se trata a proposta e filosofia da banda, de certo, não acham? Pois então, o som da banda é calcado e enraizado no Metal com fortíssimas influências sinfônicas, remetendo em sua estrutura bandas como Therion e Haggard. Mas eles possuem o grande diferencial de trazerem para essa base influências diversificadas tais como o Dark Cabaret, Jazz, Rock Progressivo e até música latina, criando assim ritmos e estruturas sonoras intrincadas (sem que isso soe forçado em momento algum, devo salientar) sob um ar vintage que nos remete à botecos europeus de séculos passados e uma atmosfera fantástica com cheiro steampunk, remetendo logo a nomes do Stolen Babies e Ram-Zet. Mas além disso tudo, acrescente ainda a toques muito bem inseridos de um humor inteligente e instigante, conferindo títulos geniais a todas suas músicas e cds. E eis, então, que tem-se a receita do trabalho do DSO.

Tendo o DSO lançado seu primeiro álbum no ano de 2006, sob a alcunha de The Butcher's Ballroom, agora vem a tona seu novo trabalho, Sing Along Songs For The Damned And Delirious. Título interessante, não? Pois todas as músicas nele são tão interessantes quanto o nome que as carrega. De diferente em relação ao cd anterior, percebi um foco menor nas elaborações harmônicas e polirítmicas em detrimento as orquestrações e atmosferas, tornando o trabalho mais variado e um pouco mais fácil de absorver. No entanto, a qualidade permanece intacta, senão ainda mais apurada. E é isso que conta, no final das contas (trocadilho fail). Enfim, esperem que apreciem-o!


[last.fm] | [myspace] | [official homepage]



[2009] Sing Along Songs For The Damned And Delirious

01 - A Tapdancer's Dilemma
02 - A Rancid Romance
03 - Lucy Fears The Morning Star
04 - Bedlam Sticks
05 - New World Widows
06 - Siberian Love Affairs
07 - Vodka Inferno
08 - Memoirs Of A Roadkill
09 - Ricerca Dell'Anima
10 - Stratosphere Serenade

[review in english]


[purchase] (pre-order to September 22nd)


[download]

2 comentários:

Oblivion disse...

Excelente lançamento!!! Adoro o primeiro álbum e pelo que já pude ouvir no MySpace deste primeiro trabalho, coisa boa vem por aí!!! Valeu pelo post!

.borges disse...

Não consigo aturar essa banda.